58º Conotel supera expectativas

Abih Nacional anunciou balanço do evento, que teve a participação de mais de 700 congressistas do segmento hoteleiro

Celebração da diretoria da Abih para o sucesso do Conotel

Celebração da diretoria da Abih para o sucesso do Conotel

 

A Abih Nacional (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis) divulgou o balanço do 58º Conotel – Congresso Nacional da Hotelaria -, que superou as expectativas e teve a participação de mais de 700 Congressistas do segmento hoteleiro, 15 presidentes de entidades ligadas ao setor, deputados e diversas autoridades. O evento terminou no último dia 20 de maio com uma palestra do ex-ministro Maílson da Nóbrega.

Entre os temas de grande interesse, em especial as soluções para a indústria hoteleira no atual cenário da economia brasileira, um dos destaques foram as soluções propostas por Maílson da Nóbrega para a obtenção do entendimento de como a hotelaria pode sobreviver na atual crise brasileira, crescer e até prosperar na conjuntura atual e dos próximos anos.

Entraves no desempenho da hotelaria também foram discutidos. Entre eles, o sistema de hospedagem no formato de economia colaborativa, explorado por algumas empresas que ainda não estão devidamente regulamentadas no cenário turístico nacional.”Não queremos coibir e nem temos intenção de fazer oposição a esse modelo de negócios”, comentou Dilson Jatahy Fonseca Jr, presidente da Abih Nacional. “Nossa proposta, que já está em curso em por meio de Projeto de Lei entregue em Brasília, foi muito discutida durante o Conotel a partir da palestra do deputado Herculano Passos, presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados e da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo do Congresso Nacional. Saímos do Congresso com a certeza de que a regularização desse segmento é emergencial para a sobrevivência saudável da hotelaria”, avaliou o dirigente.

Dilson destacou que, entre os pontos mais importantes contidos na proposta da entidade, estão a equiparação dos impostos nas esferas federal, estadual e municipal, além dos itens de segurança para os hóspedes e quanto a preservação da imagem do turismo brasileiro, já que os hotéis combatem de forma intensa o chamado “turismo sexual” e nesse sistema de hospedagem não há nenhum controle sobre isso.

No balanço do Conotel, também chegou-se ao consenso de que, após a realização das Olimpíadas, haverá um legado positivo que contribuirá com o turismo e consequentemente a hotelaria, somado aos esforços das entidades de turismo e do próprio Ministério do Turismo.

“Nossa expectativa é muito positiva, principalmente quanto à mudança na questão política, social e – espera-se – na econômica. Tínhamos a preocupação de perdermos a oportunidade da divulgação internacional do Brasil em função da Olimpíada. Mas acredito que agora voltaremos a ter o otimismo que tínhamos há alguns anos, de o Brasil retomar o crescimento inclusive em relação ao mercado internacional. Após esse grande evento, a expectativa é que o País fique com mais visibilidade e que o segundo semestre tenha crescimento bastante significativo, já que existe uma demanda reprimida muito grande. Também acredito que vá aumentar muito o turismo doméstico no Brasil devido à alta da moeda internacional. As pessoas deixaram de viajar por causa da crise, mas, quando retomarem, será pelo Brasil, que é mais barato”, explica Jatahy Fonseca.

A entidade também anunciou as novidades para o Conotel 2017 que será realizado entre os dia 9 e 11 de maio no Espaço Pro Magno, em São Paulo. O Congresso pretende levar adiante a experiência feita neste ano com Mato Grosso e abrir espaço para a participação de destinos turísticos, agentes e operadoras do setor.

Além disso, foi anunciada também a 1ª.Convenção Anual da Abih Nacional que deverá complementar o Conotel, marcada para acontecer nos dias 9 e 10 de Novembro, em Brasília. O evento será aberto no dia 9, – Dia do Hoteleiro – com uma sessão especial na Câmara Dos Deputados em comemoração aos 80 anos da Abih Nacional. “Somos a mais antiga associação voltada para o turismo do Brasil. Esta será, sem dúvida, uma oportunidade de mostrar nossa representatividade e contribuições dadas à hotelaria e ao turismo brasileiro. Por isso, vamos marcar a data com o lançamento da Convenção Anual que depois será itinerante, ou seja, a cada ano será realizada em um estado diferente”, conclui o presidente da Abih Nacional.

Foi confirmada também a realização da 2ª. Expotel que, a exemplo deste ano, acontecerá simultaneamente ao Congresso. “Tivemos cerca de 15 expositores nesta primeira edição”, conta Douglas Venditti, da New Brand Solution, que organiza a feira. “A expectativa é de que possamos triplicar o número de expositores. Já começamos a comercialização com as empresas que estiveram conosco neste ano e vamos seguir de forma intensa buscando empresas que tenham interesse em fornecer para a indústria hoteleira”, explica.

Douglas enfatiza também a importância da feira se expandir de forma sustentável acompanhando a consolidação do mercado. “Portanto, a busca pelos expositores seguirá os princípios que norteiam as necessidades da indústria de hotéis”, conclui o dirigente.

Mais informações: www.abih.com.br