ABR: mudança de diretoria

Ricardo Domingues assume posto de diretor executivo pela terceira vez na história da entidade

Ricardo Domingues, novo diretor executivo, e Alberto Cestrone, presidente da ABR

Em momento de transformação e de redefinição de objetivos da gestão de Alberto Cestrone, a Associação Brasileira de Resorts (ABR) comunicou uma mudança em sua diretoria: Ricardo Domingues assume, a partir deste mês, o cargo de diretor executivo da entidade. Ele já foi diretor executivo da associação em duas oportunidades – entre fevereiro de 2007 a maio 2008 e, depois, de julho 2009 a maio de 2014, quando se mudou para Florianópolis.

Nesta nova fase, Ricardo tem entre os principais objetivos destacar o viés comercial da entidade com foco em mercados nacionais e internacionais. “Volto para a ABR com muita motivação para ajudar a fortalecer ainda mais o setor de resorts”, comentou o executivo. “A ABR surgiu exatamente com o propósito de aproximar os resorts dos agentes de viagens e operadoras dos principais mercados emissores de hóspedes. O retorno do Ricardo é um resgate dessas ideias que remetem às nossas origens”, comenta Alberto Cestrone, presidente da ABR, que já havia declarado anteriormente que deseja consolidar a promoção dos resorts associados no Brasil e no exterior.

João Bueno, que ocupou o posto nos últimos três anos, continua na ABR até meados de março para concluir a transição. “O João desempenhou um papel importante como diretor executivo. É um profissional com experiência em associativismo e muito conhecimento jurídico. Agradecemos sua valiosa contribuição para a ABR nesse período”, completa o presidente da associação.

No período em que esteve longe da ABR, Ricardo dedicou-se a diversos projetos em Florianópolis. Em 2015, participou do Startup Weekend, patrocinado pelo Google, com a temática de turismo e conquistou o primeiro lugar entre os projetos criativos com o desenvolvimento de um modelo de compras digital para a hotelaria. Já no biênio 2016/2017, assumiu a diretoria do Floripamanha, uma das principais ONGs de Santa Catarina; participou de diversas ações, dentre elas, o projeto da Unesco que contemplou Florianópolis como a primeira cidade mundial da gastronomia do Brasil. No final de 2016, o executivo esteve na Coréia do Sul, representando Florianópolis, onde palestrou para as demais cidades criativas. Por fim, no ano passado, abriu uma cevicheria na praia de Jurerê, na capital catarinense.

Mais informações: www.resortsbrasil.com.br