Bob Marley, ícone eterno da Jamaica

Na última sexta, 6 de fevereiro, o rei do reggae comemoraria 70 anos

 Para festejar o nascimento da maior estrela do reggae, o governo da Jamaica preparou uma série de eventos ilustres como uma partida de futebol com celebridades, denominada “one love”, em homenagem à música do cantor; diversos debates sobre como o mesmo influenciou a cultura rastafári e a música; e um show em Kingston com artistas locais de reggae. Chris Blackwell, grande amigo de Marley, disponibilizou a seus hóspedes, em dois de seus hotéis, Goldeneye e Strawberry Hills, ingressos para o show em Kingston. Localizado nesta cidade, o museu de Bob Marley tem recebido visitas organizadas pelos mesmos hotéis.

O museu de Bob Marley tem recebido várias visitas organizadas para homenageá-lo

O museu de Bob Marley tem recebido várias visitas organizadas para homenageá-lo

O talentoso cantor foi descoberto por Chris Blackwell, antigo proprietário da Island Records. Juntos, fizeram da Jamaica um lugar reconhecido em todo o mundo; tornando Bob, e diversos nomes do reggae e outros gêneros, conhecidos internacionalmente. Blackwell produziu um dos mais icônicos discos do ídolo do reggae: “Catch a fire”. O álbum o consagrou em seu campo musical, tornando-o famoso e fazendo da Jamaica, destino altamente almejado. Mesmo britânico, Chris sempre foi ligado à música e cultura jamaicana. Habituado a recepcionar grandes nomes como Bono Vox e Grace Jones, passou a investir no ramo da hotelaria, E em meio a esta atmosfera acolhedora, surgiu o Goldeneye, um magnífico hotel de vista espetacular e palco de memórias inesquecíveis.

Localizado na cativante comunidade de Oracabessa, onde Chris também desenvolve projetos de apoio à educação, cultura e desenvolvimento; o hotel tem 52 hectares de luxo e glamour. Foi neste mesmo pedaço do Caribe que o escritor Ian Flaming concebeu todos os inesquecíveis romances de James Bond; em uma casa na qual ainda é possível se hospedar e apreciar toda belíssima paisagem que acolheu Flaming. Blanche Lindo, mãe de Blackwell, foi a inspiração para a criação da ilustre personagem Pussy Galore. Tendo já recebido Jude Law, Kate Moss, Naomi Campbell e outros amigos, Chris Blackwell idealizou em Goldeneye um lugar para se deleitar com a beleza da ilha caribenha e a serenidade trazida pelo mar de água cristalina. O hotel assume uma atmosfera sofisticada, contando com peças artesanais magníficas, em perfeito contraste com as praias brancas. Desde sua inauguração em 2010, o Goldeneye tem sido cenário de experiências delirantes, vivências memoráveis e histórias de amor para toda uma vida.