Eventos em Congonhas

Aeroporto faz aniversário e ganha megacomplexo de eventos em junho

Congonhas ShowcaseO Aeroporto de Congonhas completa 81 anos de fundação. Segundo aeroporto mais movimentado do país e primeiro em atendimento ao público corporativo, ele atendeu a 20,5 milhões de passageiros em 2016, realizando mais de 500 pousos e decolagens diariamente.

Neste aniversário, quem ganha presente são os passageiros e os paulistanos, já que a Infraero acaba de aprovar a instalação do Congonhas Showcase, previsto para inauguração no mês de junho.

Trata-se de um megaespaço para eventos de diversas finalidades como feiras, shows musicais nacionais e internacionais, exposições, congressos, vernissages, peças teatrais, dança, cinema, eventos esportivos e vasta programação, que será dirigida a passageiros e ao público em geral.

Espaço multicultural, o Congonhas Showcase será instalado na praça externa do aeroporto, com projeto do escritório MGM Arquitetura. A nova área mescla alta gastronomia com renomados chefs, espaço kids, área aberta de arte urbana e um setor de 3.500 metros quadrados, destinado a eventos, acomodando 2.500 pessoas sentadas e 5 mil em formato plateia.

Segundo os organizadores, tudo está sendo planejado com diferenciados dispositivos de segurança e de acústica, além de um plano desenvolvido para não impactar trânsito e passageiros, visando o bem-estar da operação aeroportuária e da região.

Ponto de encontro do passado
Segundo Renato Paiva, da Dragon Live, empresa responsável pelo projeto, a ideia surgiu da releitura do famoso “café do aeroporto” e dos bailes da cidade de São Paulo como o carnaval do Clube Arakan. “Nos anos 60 e 70, os paulistanos frequentavam Congonhas a lazer, no único café 24 horas da cidade, tornando o aeroporto movimentado point frequentado pela elite paulistana. Nossa ideia é refazer essa relação do aeroporto com a cidade, humanizando o espaço”, revela.

Congonhas teve importante papel social no crescimento cultural da cidade. Com seu estilo art decó e várias de suas áreas tombadas pelo Patrimônio Histórico, foi ponto turístico do município. Em sua área VIP, recebeu reis e rainhas e era palco de concorridos jantares de presidentes de vários países. Na “Prainha”, famílias inteiras assistiam a pousos e decolagens nos fins de semana. O aeroporto também era palco de formaturas e casamentos.

O empresário do setor de entretenimento, Pedro de Barros Mott, destaca que o espaço ampliará em pouco tempo o funcionamento para 24 horas diárias. “Os maiores eventos acontecerão em horários em que o aeroporto estará fechado, não impactando no trânsito, na segurança, com toda a infraestrutura necessária, sempre priorizando a boa convivência com o entorno e a vizinhança”, destaca.