Mobile atinge 17% de reservas de viagens

Estudo global da Criteo revela crescimento de 31% no uso de dispositivos móveis no Brasil. Dispositivo preferido dos brasileiros para compra de passagens e hospedagem é o smartphone.

mulher-com-celulares-sxcNo Brasil, 17% das compras realizadas pela Internet na categoria de turismo são feitas por dispositivos móveis, o que corresponde a quase uma em cada cinco. Considerando apenas os smartphones, as vendas chegam a 13% no ambiente virtual. De junho de 2015 para junho de 2016, o uso de smartphone ou tablet para essas reservas cresceu 31%. Estes dados compõem o mais recente relatório “Travel Flash Report” da Criteo, líder global de tecnologia especializada em publicidade digital e marketing de performance.

O estudo, que analisou o comportamento dos viajantes online globalmente, aponta que o Japão lidera como país que mais utiliza canais mobile para a compra de viagens, com 38% das reservas online, o que representa duas em cada cinco. A Austrália ocupa a segunda posição, com 34%, e os Estados Unidos vem em terceiro lugar, com 32%. Nas reservas feitas somente por smartphone, no Japão as compras representam 33%, enquanto Turquia e Estados Unidos registram 25% e 24%, respectivamente.

Na comparação entre smartphone e tablet, a divisão é bastante perceptível. O Brasil é um dos muitos países em que o primeiro aparelho supera de longe o segundo neste segmento, com mais de 75% de participação. O País fica atrás apenas da Turquia e do Japão. Os dados da pesquisa foram levantados com base nas vendas de mais de mil parceiros anunciantes, agências de turismo e fornecedores online de todo o mundo.

“O mercado de turismo vem passando por uma profunda transformação. Há dez anos, ou até menos, as pessoas iam até as agências de viagem para pegar panfletos dos destinos que gostariam de conhecer ou esperavam o jornal do fim semana, cheio de publicidade e conteúdos especiais. E antes que as empresas do setor estivessem totalmente ambientadas no online, o segmento mobile começou a despontar como uma tendência que veio para ficar. Para atrair novos usuários ou manter os que já aproveitam essa praticidade, é necessário investir ainda mais em serviços, além de simplificá-los, seja no site, que obrigatoriamente deve ter navegação amigável, ou aplicativo”, comenta o diretor geral da Criteo no Brasil, Fernando Tassinari.

Dados gerais

Analisando globalmente, no segundo trimestre de 2016, perto de um terço das reservas online foram feitas via mobile, o que representa um aumento de 24% na comparação com o mesmo período no ano anterior. Os smartphones responderam por quase uma em cada cinco compras e os tablets tiveram participação diminuída. Nesse período, o crescimento dos telefones foi de 33% e dos tablets, 16%. No geral, o uso de mobile para este fim cresceu 13%.

Todas as modalidades registraram aumento de vendas online: 20% para hotéis, 18% nos pacotes de viagens e 12% nas passagens aéreas. E isso ocorre em todas as regiões do mundo analisadas, com destaque para as Américas (22%) e Ásia e Pacífico (28%).

De acordo com o estudo, 51% das reservas realizadas 24h antes do check-in têm origem no smartphone. O computador é mais utilizado no planejamento com prazos maiores, seja mais de um dia (mais de 60%) até 12 semanas de antecedência (mais de 80%).

De modo geral, no caso de estadia de uma noite, 72% dos viajantes opta por utilizar aplicativos para fazer reservas. Ainda em relação a esse dado, ao detalhar por device, 55% das reservas são feitas no smartphone, no tablet, 49%, e no desktop, 46%.

A pesquisa demonstra que empresas que investiram em aplicativos tiveram evolução significativa nos últimos dois anos. Se em junho de 2014, a participação dessas soluções era de 12%, em junho de 2016, passou a ser de 54%.

Mais informações: www.criteo.com