Schwarzenegger em drama

No filme “Em Busca de Vingança”, que estreia nesta quinta (2), o astro veterano se arrisca em um papel dramático baseado em história real. E, surpresa: não compromete.

Um filme com Arnold Schwarzenegger, e com o sugestivo título brasileiro “Em Busca de Vingança” (no original em inglês “Aftermath” de “Consequências”), pode confundir o fã desavisado em busca do típico longa do astro com tiroteios e explosões. Vai então achar que entrou na sala errada de cinema ao se deparar com um drama denso, e até sombrio, inspirado na história real de um acidente aéreo ocorrido na Alemanha, em 2002.

Não quer dizer que seja uma grande roubada para o espectador – desde, é claro, que ele tenha conhecimento dessa chamada equivocada do título brasileiro. Dirigido pelo não tão veterano diretor Elliott Lester ( que fez sua estreia em 2006 com “Love is the Drug”, em 2006 e, depois disso, dirigiu “Blitz” e “Nightingale”), é um drama muito bem conduzido em cada um dos takes que dividem as vidas dos dois protagonistas, ligados após uma tragédia: Roman Melnyk (Schwarzenegger, mais contido na canastrice e bem convincente na apatia do personagem), que perde sua esposa e filha em um acidente de avião, e Jake Bonanos (Scoot Mcnairy, em atuação estupenda), o operador de tráfego supostamente responsável pela catástrofe.

O filme acerta ao não ceder às soluções fáceis de Hollywood, atendo-se à história real, e consegue manter a atenção e o clima tenso do período de mais de um ano que se passa entre o acidente e o encontro dos personagens centrais. Enquanto Jake é obrigado a assumir nova identidade, atormentado pela culpa da tragédia e pela perseguição da sociedade, Roman busca um pedido de desculpas da pessoa responsável por sua perda.

Um longa independente que mostra, como diz o título em inglês, as consequências de uma busca vingativa e de ódio, sem aliviar a carga emocional do espectador, é uma marca bem característica do produtor Darren Aronofsky (diretor do thriller psicológico “Cisne Negro”), que é acompanhado na co-produção por Scott Franklin (também de “Cisne Negro”) e Eric Watson (produtor de “Réquiem para um Sonho”). O roteiro é assinado pelo espanhol Javier Gullón, de “O homem duplicado” e “El rey de la montaña”.

O filme estreia neste feriado, 2 de novembro, e é distribuído pela H2O Films.

Assista ao trailer:

Fernando Porto é jornalista, escritor, terapeuta e editor da Agência Porto de Notícias, que oferece um conteúdo jornalístico diferenciado para o público de cultura, viagens, saúde e lifestyle