Startups: rumo ao Canadá

Grupo de startups nacionais embarca para o primeiro programa de aceleração exclusivo para empresas brasileiras no Canadá

Participantes da primeira edição do LEAP International, na aceleradora Launch Academy

Participantes da primeira edição do LEAP International, na aceleradora Launch Academy

 Oito startups brasileiras começaram na última semana uma programação intensiva de treinamentos, workshops, visitas técnicas e encontros com investidores, que vai até o final de outubro em Vancouver, na Colúmbia Britânica canadense. Elas foram selecionadas pela consultoria brasileira-canadense Dream2B e pela ClosedGap Ventures para participar da primeira edição do LEAP International na aceleradora Launch Academy, o único programa de aceleração feito exclusivamente para empresas brasileiras no Canadá. A ideia é impulsionar os negócios das startups que querem se tornar globais a partir do Canadá, expandindo para América do Norte no curto prazo, com mentorias especializadas em diversas áreas e aproximação com contatos-chave.

“Além dos treinamentos, visitas técnicas e consultas individuais, as oito empresas terão a oportunidade de se relacionar diretamente com possíveis investidores e parceiros. Elas participarão do National Angel Capital Organization (NACO) Summit, que deve reunir mais de 400 investidores em três dias de evento, e da Vancouver Startup Week, um dos maiores encontros do setor”, diz Regina Noppe, co-fundadora e CEO da Dream2B, consultoria especializada em internacionalização e organizadora do programa. A Launch Academy, que receberá as participantes, já foi responsável pela aceleração de mais de 400 startups, levantando mais de US$ 800 milhões e gerando cerca de 800 empregos em todo o mundo.

O projeto LEAP International foi um dos resultados das missões comerciais Brazilian Silicon Valley North, realizadas nos últimos dois anos pela Dream2B. A iniciativa conta também com o apoio do Consulado do Brasil em Vancouver e do Ministério do Comércio Exterior da Província da Colúmbia Britânica. Para o embaixador Ernesto Otto Rubarth, cônsul geral do Brasil e Vancouver, as perspectivas são promissoras. “A área de tecnologia e inovação vem conhecendo um crescimento vertiginoso nos últimos anos. Vancouver é um centro de produção tecnológica reconhecido em todo o mundo e sedia várias incubadoras, aceleradoras e espaços de co-working. Também o Brasil é berço de startups inovadoras, e as missões Silicon Valley North funcionaram como ponte entre esses dois mundos, gerando excelentes oportunidades de negócios”, afirma.

As empresas escolhidas para o programa passaram por uma seleção rigorosa feita pela Dream2B e CloseGap, com o apoio das aceleradoras ACE e Startup Farm, da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE) e da Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CCBC). Todas as participantes do LEAP International têm os seus custos de viagem, incluindo transporte, acomodação e treinamentos, pagos por um fundo privado encabeçado pelo investidor-anjo Marco Poli.

As selecionadas:
Qranio – aplicativo gratuito da área de educação
Winker – plataforma de gerenciamento de condomínios
Me Casei – site de organização de casamentos
Topic Play – plataforma de livros-jogos e revistas-jogos
Ciclano Host – plataforma de Streaming
Trakto – software de design
Dinneer – plataforma de jantares compartilhados
Filho sem Fila – aplicativo que melhora a logística na saída das escolas

Por que o Canadá?
Além do roteiro do programa ser totalmente adaptado para as empresas brasileiras e o Canadá ser um reconhecido berço de inovação e tecnologia, a escolha do País pode ser uma opção estratégica interessante para abrir espaço no concorrido mercado norte-americano e, de lá, no resto do mundo. Vancouver, além de oferecer custos mais baixos de instalação, fica a poucas horas de São Francisco e do Vale do Silício, nos EUA, com fácil acesso terrestre e aéreo.